sexta-feira, 3 de agosto de 2012

XXIII – Previstos e Imprevistos (parte III)



– Uuuuuuh! – exclamou. – essa doeu.
– Você não devia estar concentrado, ou algo assim? Atletas podem frequentar casas noturnas em pleno campeonato?
Pedro inspirou e levantou as sobrancelhas numa expressão assumidamente presunçosa.
– Contanto que eu não beba nem use drogas, eu não preciso me preocupar. Meu antidoping vai ficar limpinho...



Diante daquela cena, Nina deu um salto de sua poltrona.
– Você é aquele jogador não é? Do... do... Desculpe, sou péssima pra guardar nomes de times... Aliás, eu não sou muito boa pra guardar nomes em geral...
– Juventus! – ele respondeu com cortesia. – Sou Pedro Gregório, zagueiro do Juventus... E você é...
– Nina. Nina La Fleur. Apreciadora de uma boa arte.



Os olhos de Pedro brilharam e a boca se curvou num sorriso.
– Muito prazer, Nina... Mora em Turim?
– Paris.
Pronto. Eu havia virado um mero expectador daquela conversa.
– Hummmm, bela escolha... Quanto tempo vai ficar?
– Mais alguns dias...



Ele parou para olhá-la melhor e a raiva dentro de mim tornou-se imensurável. – Isso é... muito bom.
– Peeeeedroooo! – Uma voz melosa chegou até a mesa, na figura da loira que há pouco tentava engoli-lo. – Porque você sumiu?
– Não sumi, linda. – respondeu sem tirar os olhos de Nina. Escaneou seu corpo de cima a baixo sem nenhum constrangimento. – Só dei uma pausa...



– Está precisando relaxar?
A garota se aproximou por suas costas cruzou os braços em seu ventre e desceu as mãos até apalpar seu membro por cima da calça. Pedro sorriu maliciosamente. Constrangedor para dizer o mínimo, no entanto Nina achou tão divertido que chegou a engasgar ao tentar reprimir uma gargalhada.



Ele pediu licença – mais para Nina do que para mim – e deixou a nossa mesa aos amassos com a loira.
– Uau! – exclamou Nina. – O que foi isso?
Não respondi. Que noite infernal! Eu sabia que não devia ter saído.
– Vou procurar a Lis. Desculpe, Nina, estou com muita dor de cabeça... Vou voltar pro hotel.
– Tudo bem, Yuri. Melhoras pra você...



Minha aparência devia estar miserável quando avisei a Lis que estava indo embora, pois sua expressão se desenhou em compaixão e sequer fez menção de reclamar.
Mal tínhamos posto os pés fora da boate e Pedro saiu às pressas atrás de mim.
– Yuri! – chamou. – Ela... a Léo... Como ela está? – a pergunta saiu gaguejada, e pela primeira vez eu senti pena de Pedro. Estaríamos fadados a amar a mesma mulher pela eternidade? Sempre um de nós teria que se conformar com a infelicidade de não tê-la?
– Léo está bem, Pedro. Mas tenho certeza que ela adoraria se você mesmo perguntasse diretamente para ela.



Pedro se aproximou, porém baixou o rosto, reticente. Eu esperei alguns segundos.
– Será que você poderia fazer um favor pra mim?
Não esperava aqula atitude e agora era eu quem hesitava. – Que espécie de favor?
– Não diga a Léo que esteve comigo, não diga a ela que me viu.



Foi uma noite difícil, insone. Minha cabeça ainda parecia que ia explodir, mesmo depois de ter engolido dois comprimidos de analgésico a base de cafeína.
– Você está horrível! – constatou Lis no saguão. – O que aconteceu ontem para você ficar assim? Foi aquela mulher? A tal da Nina?
– Não, Lis, não foi ela, e me desculpe, mas eu não quero falar sobre esse assunto.
– Tudo bem... Espero que esteja melhor quando pousarmos em Enseada, porque a Léo só não vai reparar que há algo errado se ela for cega...



Cheguei a achar que fosse exagero da Lis, pois Léo não disse nada quando me viu. Beijamo-nos com a ânsia de nossa saudade e Ariel encheu-me de abraços. Porém, após deixarmos a baixinha na casa da Sônia, Léo não mais conteve sua curiosidade e preocupação.
– Eu pensei que te encontraria radiante... Mas você não parece muito legal, o que foi que aconteceu?
– Só estou cansado... Foram dias corridos. Trabalhei muito, dormi pouco... Ainda inventaram uma comemoração ontem.



– Comemoração? – comentou, desconfiada. – Tipo festinha?
– É. – respondi simplesmente, e mesmo não ficando satisfeita, Léo não insistiu. Ela sabia que eu tinha mais para falar, mas respeitou meu silêncio. De minha parte, eu não desejava omitir nada, mas vivia o dilema de ter de fazê-lo por conta do pedido de Pedro. Estava me dilacerando. Por que diabos ele o havia feito? E por que eu não questionei ou simplesmente lhe neguei? Eu não havia prometido nada a ele, e jamais poderia, mas isso não quer dizer que eu estava me sentindo a vontade com toda a situação.



E se Léo me perguntasse? Uma coisa seria deixar de mencionar, outra coisa seria mentir.
Eu havia me jogado no sofá da sala, e ela sequer conseguia se sentar. Eu sabia que estava ansiosa.
– Léo, eu encontrei a Nina. – disse de supetão.
– Como é que é?! – perguntou perplexa.
– Duas vezes, as duas sem querer!



– Quando? Como? Onde? E porque não me contou?
– Eu estou contando! – levantei. Por mais que minhas pernas não aguentassem a tensão me impediu de continuar sentado. – A primeira vez foi ainda no aeroporto, assim que chegamos... A segunda foi na boate, ontem à noite.
– Ah! Na tal festinha! – a última palavra já proferida em tom de sarcasmo.
– Você está me escutando? Eu não marquei nada, ela simplesmente estava lá.
– Assim? Como se Turim fosse um ovo? – duvidou.
– É! – respondi exasperado. – Exatamente! Como se Turim fosse um ovo!



Diante de minha irritação, ela procurou se acalmar.
– E como foi? Vocês conversaram? Ela está... bem? Ela sabe de nós? O que é que falaram?
– Sim, ela sabe de nós, sabia mesmo antes de acontecer, eu nem precisaria dizer, mas eu disse. Quer dizer, eu tentei dizer, eu acho que eu disse... Ah! Eu não sei!
– Você não sabe? Você não sabe por que não lembra, ou você não sabe o que deveria ter dito? Você não sabe o que somos nós?



– É claro que eu sei o que nós somos, Léo... Nós somos um casal, eu amo você.
– Mas também gosta dela.
– De maneira diferente...
– Mas gosta! – enfatizou.
– Eu fiz minha escolha. Não me arrependo, e sequer hesitei quando estive com ela. Mas não posso mudar o que eu sinto! Vamos lá, isso não é novo pra você...


Léo não disse mais nada e saiu para a varanda, me deixando só na sala. Esperei alguns minutos e fui ao seu encontro.
– Me dê um tempinho, está bem? – pediu antes que eu pudesse me aproximar o suficiente para tocá-la. – Preciso digerir isso.
– Eu vou subir e descansar um pouco então... Mas por favor, não vá embora sem falar comigo.
Novamente ela silenciou.




21 comentários:

  1. Tadinho do Pedro T-T
    Ele podia ter descansado antes de falar sobre a Nina já estava cansado e agora a Léo se estressou.
    Pedro triste, Nina triste, Léo enciumada, Yuri cansado... Ninguém está bem nessa atuh o que significa uma coisa: Fica com a Nina Yuriiiiii! =P


    Bjoo doida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hauhsauhsauhs, Deh, eu não sei se você percebeu mas ela ficou lá na Itália! XD

      Bjks!

      Excluir
    2. Ela pode vir ou ele pode ir... =P

      Excluir
  2. Gente que lindo ficou a Nina com o Pedro eu gostii!!! haha
    Achei que aquela loira que estava com o Pedro lembrava a Leo. Impressão? haha
    Tadinho do Pedro fiquei com dó dele, ele estava super calma, admirei, mas o Pedro é assim mesmo gentil!!! Saudades dele!! ^.^
    A maioria das mulheres ficaram enciumada como ela Leo, eu ficaria, não é desconfiança, muito pelo ao contrario, poxa gente a Nina é maravilhosa, não que a Leo não seja, mas da pra entender!!!
    Bjoo Paulaaaa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo que fazem um belo par. Hehehe Divertido no mínimo. XD
      Não achei a loira parecida com a Léo não mas o fato de ser loira deve exercer uma maior atração XD
      Eu estou longe de ser uma pessoa ciumenta, mas também me sentiria insegura diante de uma mulher como a Nina! Haushauhsuas

      Bjks!!!

      Excluir
  3. Oiiii..
    Tbm tive a mesma impressão que a Cah, achei ate q Pedro estava tendo uma visão da Leo!! E ele lindo como sempre! So nao acho que ele a Nina combinam.. Sei la, au acho ela bonita e tudo, so que ela eh perfeitinha demais!! #torço para o casal Leo e Pedro sz*
    Eu tbm fiquei com dó dele, querendo saber da Leo e pedindo pro Yuri não contar que viu ele.. Sera q pq ela estava atracado naquela Vad***a????
    Não tiro a razão da Leo em ter ficado chateada com o Yuri, pq eu no lugar dela ja tinha rodado a baiana.. E mais uma vez, Leo provando que esta maduraa..!

    Bom, estou louca pela proximaa.. eee amando como sempre!

    Beijos*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não creio que o pedido de Pedro tenha a ver com as errr... meninas. A Léo sempre soube como o Pedro era antes de ficarem juntos e ela não espera de forma alguma que ele estivesse amuado num canto sofrendo sua perda. Esse não é o estilo do Pedro. Não é que ele não sinta falta da Léo. Mas ele não é de se lançar a depressão. Extravasa seus problemas nas mulheres ou nos sacos de areia...

      Bjks!

      Excluir
  4. Alguém concorda comigo *-----* Bruuuuuna \õ/\õ/\õ/ Pedro e Nina não combinam!
    Não é bem isso, mas eu não sei que palavra usar sabe... Não é que eles não combinem, mas eu não vejo eles como um casal, talvez como amigos ou alguma coisa assim, mas como namorados não... Será que alguém entende minha lógica? kkkkkkkkkk' Foi hilária a cena do Pedro estudando a Nina dos pés a cabeça, a loira azeda passando a mão nele e a Nina se acabando de rir! Não teve como não rir junto com ela SKOAPKSPOAKS'... Talvez até possa rolar alguma coisa entre Pedro e Nina né, por mais que eu não goste muito da ideia, os dois me pareciam bem interessados um no outro... Yuri ficou com ciúminho básico né!? Eu senti daqui!!
    Eu tive vontade de agarrar o Pedro quando ele perguntou da Léo ><"... Por que ele não pode simplesmente pegar o telefone e falar com ela, como o Yuri disse!? Até quando isso vai durar hein!? Já to quase indo lá dar uns sacodes no Pedro!! Não sei se o Yuri vai conseguir esconder seu encontro com Pedro da Léo... Ele não tem o costume de esconder coisas dela, então talvez seja meio difícil não falar sobre isso!
    Achei que a reação da Léo ficou no "mais ou menos"... Não foi muuuuito exagerada, mas talvez tenha sido um pouquinho demais... Não digo que ela ta errada, ela tem todo o direito de sentir algum ciúme sabendo que o Yuri gosta da Nina... Mas como ele mesmo disse, ele fez sua escolha! E eu tenho certeza que a Léo já sabia que o Yuri ainda tinha algum sentimento pela Nina, não foi tanta surpresa assim!... E outra, essa conversa ia ter que acontecer em algum momento, sendo pessoalmente ou não, Léo também sabia disso... Foi mil vezes melhor eles se encontrarem pra conversar, não acho que rolaria da mesma forma se fosse por telefone, pelo simples fato de não ser uma conversa pra telefone... Agora é esperar, não acho que a Léo vai ficar assim por muito tempo não, ela vai acabar entendendo tudo!! Talvez se ela se colocar no lugar do Yuri as coisas fiquem mais claras, afinal ele também sofreu horrores sabendo que a Léo amava o Pedro, mas também tinha amor por ele! É quase a mesma situação, eu só acho que a intensidade dos sentimentos do Yuri são diferentes entre as duas.

    Atuh linda Paulinha, como sempre... E foi MARAVILHOSO ver meu Pedro tantas vezes, depois de tanto tempo *----* Pena que já acabou T.T'
    Beeeijos e Bom findi ;**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não entendo a sua lógica. Essas histórias de combinar, não combinar, ver como uma casal, não ver como um casal... Bom, me parece uma análise extremamente superficial e nada disso muda coisa alguma dos sentimentos de cada um deles...
      Na verdade, se for ver por combinação, o humor da Nina e do Pedro são muito mais parecidos do que o da Léo com o dele e o do Yuri com o dela.
      A química de Pedro é perfeita pra qualquer mulher. QUALQUER. Ele gosta e pronto.
      Yuri não é ciumento... Na verdade ele não gostou da atitude abusada do Pedro. E na cabeça dele achou que tivesse tentando exatamente isso, provocar ciúmes em Yuri. Não que a Nina não tenha chamado a atenção de Pedro, mas que é óbvio que a intenção de Pedro era provocar, isso era.
      Os motivos de Pedro ainda são os mesmos. Os que o fizeram não se despedir pessoalmente de Léo.
      Eu não queria estar na pele do Yuri pra decidir, sinceramente. Se ele falar, parece fofoca, pra provocar o Pedro, e se ele não falar, e ela descobrir, vai ficar magoada. Certamente.
      Achei a reação da Léo natural, apesar de não fazer barraco propriamente dito, ela tinha atitudes explosivas, sempre teve, é ciumenta assumida. Normal. XD
      Obrigada, flor! *-*
      Hehehehe, foi rápido, mas fazer o que? O cara debandou pra Itália! XD

      Bjks!

      Excluir
  5. Nem rolou um climinha básico entre Pedro e Nina né? Acho que eles combinam bem... mas ainda não acho que eles deveriam formar um casal, sei lá, eu acho que acostumei com Léo e Pedro.

    Essa atuh foi meio difícil para ambos os lados, até eu fiquei confusa, nem sei o que comentar.

    Bom Pah, acho que é isso, bjos bom findi ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe, disse o que acho sobre essa coisa de "combinar" aí em cima, pra Jaque. Vale nesse caso também! XD
      Não foi fácil mesmo, entendo!
      Bjks, queridona!

      Excluir
  6. Achei essa atuh tensa e me deixou dividida.
    Meu coment não vai ficar dos maiores porque estou com um dedo imobilizado e tá chatinho pra digitar, mas eu também senti um clima entre Pedro e Nina e acho que eles combinam sim. Se os dois formassem um casal, no final os quatro formariam uma família feliz! \õ/
    Ou não, mas ao menos todos estariam felizes.

    No lugar da Léo eu também não ficaria nada feliz em saber que o Yuri e a Nina se encontraram na viagem, mesmo não tendo acontecido nada.
    Mesmo que a intensidade não seja a mesma, não deve ser a melhor coisa do mundo saber que a pessoa que você ama também é apaixonada por outra; mas é como a Jaque disse, a situação entre ela, Yuri e Pedro é semelhante. Pelo menos ela não fez nenhum grande drama de ciume, o que prova que ela amadureceu bastante mesmo!

    Quanto ao Pedro, acabei ficando um pouco triste para ele. Apesar de a vida antiga de pegador e baladeiro ter voltado, mas falta algo, né? Espero que a Nina complete esse vazio.
    Mas será que o Yuri vai conseguir não mencionar para a Léo sobre o encontro dos dois? Se ele não tocar no assunto, não acho que tenha muita lógica a Léo perguntar se ele o viu por Turim, que acabou se mostrando uma cidade-ovo igual São Luís, haha.

    Amo! Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um pouco tensa mesmo, concordo... O que houve com seu dedo?
      Hauhsuahs, Família feliz! Ok, Se Mark e Jack conseguiram dividir uma mesa, porque não? XD
      Acho que as reações etão dentro do esperado também, Dindi. Nenhum exagero, e as complicações de se saber demais uns dos outros. Como eu disse aí em cima pra Jaque... Difícil a decisão do Yuri. Como você, não vejo razão pra Léo perguntar, mas se de alguma forma ela souber, pode ficar bem chateada com esse "acordo".
      Brigaduuuuu, bjks!

      Excluir
    2. Se ela vier a descobrir ele explica que achou melhor não tocar no assunto para evitar maiores discussões e não deixa de ser verdade, né? Acho que num primeiro momento ela ia se chatear, mas ia acabar entendendo, igual a como aconteceu nessa atuh.

      Meu dedo amanheceu inchado segunda passada, tirei um raio x na terça e o médico achou melhor imobilizar. Ainda continua doendo e acho que vou pôr outra tala pra viajar. Por falar nisso, tô indo pra BH na quinta passar 9 dias, mas vou levar o netbook, espero conseguir me atualizar de lá, senão vou morrer de saudade!

      Beijo.

      P.S.: Já tem o nome do próximo capítulo? *-*

      Excluir
    3. Sim, mas tente se colocar no lugar dela. Certeza que ficaria magoada. E é claro que não é desejo do Yuri magoá-la.
      Melhoras querida.
      Não tenho o nome ainda. Não está nem escrito... '-'

      Bjks!

      Excluir
  7. Paulita!
    Ontem não deu pra comentar porque como vc viu no meu face, foi meu niver! ;D Mas não pense que eu não li ontem! Foi a primeira coisa que fiz assim que acordei!
    Toda sexta-feira eu ganho presente da Paulinha com uma atuh repleta de Yuri! Tem coisa melhor?! *-* Então as meninas que me desculpem mas Redenção é o MEU presente, assim como o Yuri é MEU! kkkk'
    Eu também achei a loira muiito parecida com a Léo. Na hora até pensei, pedro deve estar pegando ela se lembrando da Léo! E não duvido nada! rs'
    Eu já disse várias vezes e torno a repetir: NINA & PEDRO são o casal perfeito! Eu só não sei se formaria essa família tão feliz como disse a Ingrid! rsrs Imagina os 4 num programinha de família, todo mundo já pegou todo mundo... tudo certo! Ao menos seria divertido! Eu continuo torcendo! Lõ/
    Eu já imaginava que Yuri ainda nutria um sentimento pela Nina, mas nessa atuh deu pra ver que não é um sentimento pequeno. Já começo a ficar aflita, porque tanto tem que complicar?!
    Também concordo com as meninas aí de cima, Léo vai ter que acabar entendendo. Afinal, a situação dela é bem semelhante a do Yuri.
    Agora Palinha, que coisa mais gotosa o Yuri ficou nessa ultima foto! Eu posso com essa cara?! *--* Aiin, Pedro também... que pedaço de homem! Apesar dos ânimos, a atuh sempre fica mais colorida com esses dois MACHOS! kkkkkkk'

    Beijinhos & ótimos final de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EEEEEEEEE Parabéns mais uma vez, embora atrasada aqui, em dia no facebook! ♥
      Gentem, eu não achei ela nada parecida com a Léo. ahsauhsauhs, ela é queixuda, tem cílios longuíssimos e olhar lânguido. XD
      Casal perfeito eu não diria, mas divertido com certeza! hehehehe
      Ah, querida, mas ele já tinha deixado isso meio dito, não? Em pensamento pelo menos. Antes a Léo evitou perguntar. Mas agora...
      Acho que Léo vai entender. É só questão mesmo de "digerir"...
      Haushaushaush, aí eu tenho que concordar, é muito homem lindo e de gola alta! *-*

      Bjks!

      Excluir
  8. Coisa mais fofa esse Pedro! Adoro!Até que gostei dessa ideia de juntar a Nina e o Pedro... Casal lindo! O problema é ele conseguir esquecer a Léo ... Menina de sorte essa, né?
    Bjs, Alice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro é mesmo um fofo. Não há como negar, até mesmo quando ele descarrega sua raiva com toda força num saco de areia. Ele é fofo. Partiu meu coração ele perguntando sobre a Léo, mas ainda o acho um cabeça dura por não conseguir falar com ela. Ele tem os motivos dele, mas...
      Eu não sei se é sorte da Léo. Talvez se fôssemos perguntar, ela preferiria nunca ter um coração dividido. Não ter causado dor a Pedro. Nunca ter saído de Desiderata... Talvez.

      Bjks!

      Excluir
  9. *-*
    aiin como eu amo <3
    bjs Pah, sdds.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, brigada, Carol! *-*
      Saudades também, sumida!
      Bjks!

      Excluir

Diga lá...